segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Desperdício e pobreza


Do artigo "Viver do lixo dos outros", que li na edição em papel do semanário Expresso do último sábado, destaco isto:

"... mais de 50% dos produtos alimentares actualmente produzidos em todo o mundo nunca chegam à boca de ninguém. São desperdiçados ou acabam num caixote do lixo. O mais grave é que, se fossem aproveitados, chegariam para alimentar cerca de 50 milhões de pessoas, o número estimado para o crescimento da população mundial nos próximos anos. E mais do que suficiente para evitar a morte de 15 milhões de crianças por ano."

E saliento mais estes números:
- em Portugal, 267.000 pessoas receberam ajuda do Banco Alimentar no ano passado, mais 18.000 do que em 2008;
- 18% da população portuguesa está em risco de pobreza, sendo que a média comunitária não vai além dos 15%;
- 406 euros de rendimentos mensais é o valor considerado pelo INE como limiar da pobreza em Portugal;
- 873 milhões de pessoas no mundo estão subnutridas e a cada 6 segundos uma criança morre devido à fome.



Isto dá que pensar, não dá?


2 comentários:

O meu tesouro... disse...

Dá que pensar e muito...mas estas pequenas, grandes reflexões não chegam, nem têm importância para quem pode tomar decisões estruturais. Dá que pensar como chegar a essas pessoas e o que realmente depende de nós... vou divulgar...entretanto pensar em algo...para fazer algo. Obrigada pela partilha

alana nunes disse...

um absurdo esse indice de desperdicio