terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Amanhã é outro dia…


Nem sempre as coisas são como as pensamos ou idealizamos. Por isto ou por aquilo, há situações que passam um pouco ao lado das nossas ideias ou dos nossos desejos. E muitas vezes as questões que se nos deparam, com pontos de interrogação minutos antes não adivinhados ou então pouco definidos, de tal modo se agigantam como ondas de marés vivas que o melhor é reduzir a pressão, descomprimir, sair por momentos. Mesmo que seja apenas para estarmos sós… com os nossos pensamentos.

Está noite feita, o dia de amanhã estás prestes a chegar. Há meia hora, fui dar uma volta por três quarteirões ao redor da rua, para acalmar ou clarificar alguns pensamentos, e aproveitei para levar o saco do lixo para o contentor. Poderia ter sido ao contrário, ou seja, poderia ter levado o saco do lixo para o contentor e ter aproveitado para dar uma volta. Mas não, foi exactamente como disse atrás, e porque precisava quase deseperadamente de estar só… com os meus pensamentos.

Já há muitos anos, talvez mais de vinte, que não sentia esta necessidade forte, pressionante, de me isolar para pensar. E, depois de caminhar durante cerca de meia hora e, como entretanto começou a chuviscar, apesar de ter ensopado ligeiramente a cabeça, os pensamentos aqui continuam quentes como antes, sem terem encontrado respostas para as minhas dúvidas.

E, agora, o melhor que tenho a fazer é ir para a cama, dormir. Amanhã é outro dia e, como não vi as previsões do tempo, fico com a esperança que a manhã nasça com sol…

8 comentários:

pin gente disse...

há altura assim, nandokas!
significa que temos coração, sangue a correr nas veias, amor... umas lágrimas que queiram saltitar de contentes... e que temos cabeça!
hoje é outro dia, sim! e haverá outro, e mais outro...
pareceu-me ouvir o teu coração... e que bem que ele fala por ti!
beijinho e abracinho apertado
luísa

nandokas disse...

Olá Luísa,
Gostosas as tuas palavras!
Muito obrigado, amiga virtual[quase real].
Beijinho grande.

Gigi disse...

Espero que este dia para ti tenha nascido com sol.
Sei que nem todos os dias são bons e o que custa não é viver mas sim saber viver. E, sinceramente, o que deixas transparecer através do teu blog, é que sabes viver. Por isso, acho que a esta hora o que ontem te afligia, já passou.
Um beijinho.
:-)

nandokas disse...

Olá Gigi,
As tuas palavras também ajudam a que o sol apareça por aí [hoje ou amanhã...].
Muito obrigado, amiga virtual.
Beijinho grande.

Claudia Sousa Dias disse...

Tenho a certeza que sim!

Um abraço amigo.

CSD

nandokas disse...

Olá Cláudia,
O teu abraço amigo também ajuda...
Obrigado.
Beijinho

Sílvia disse...

Um passeio solitario faz sempre tao bem. Eu adoro. Mas hoje em dia, ja nao me sinto segura a fazer os meus passeios pela natureza so comigo e isso incomoda-me muito!

nandokas disse...

Olá Sílvia,
Passeios pela natureza! São bons para o corpo e para 'alma'. Só [ou com boa companhia].
Beijinho