segunda-feira, 4 de maio de 2009

Assobio à lua...




Ao tempo que não assobiava!...

Já nem me lembro daquele tempo. Tinha por hábito assobiar quando a harmonia das relações, o sossego do dia-a-dia e a paz interior eram quase uma constante em mim. E, aí, começava a assobiar logo pela manhã, no duche, e continuava pelo resto do dia, desde que não incomodasse os outros, até porque eram fracas as minhas qualidades para trautear músicas por assobio.

Mas, hoje, ao lusco-fusco do fim do dia, deu-me vontade de assobiar. Não resisti ao ver o pequeno ponto de luz da lua a pousar no mastro das bandeiras. E, então, assobiei à lua...

3 comentários:

pin gente disse...

muito bem apanhada, fernando!

Pó de Estrela disse...

Sabes, fui eu que pedi à lua para se por naquele sítio. eu até assobiei lá do meio das estrelas, mas tu não deves ter ouvido...também não sou boa a assobiar, até sou motivo de graçolas no meio das outras estrelas... :))))
Fez-te feliz? que bom!
Vou dar o recado à lua, ela vai ficar toda contente.
Beijinho.

aalves disse...

e ela sorriu-te, com um olhar cúmplice da tua. Sem gravidade, a música elevou-se na atmosfera, sem gravidade as estrelas conspiraram pela tua felicidade!
Nunca deixes de assobiar, pikeno.
Nem quando a lua está nova.
Beijo azul