quinta-feira, 14 de dezembro de 2006

Pôr-do-sol

Ainda estás muito alto! Ontem cheguei tarde e já estavas a pôr-te no mar, praticamente não te vi. Mas hoje preveni-me, vim mais cedo.
E, sabes, vou aguardar aqui até ficares na posição ideal.
...
E continuo à tua espera... demoras, sabes?
...
Quero:
  • ver com os meus olhos o teu abraço infinito a rodear este mar tão calmo e sem fim,
  • assistir ao teu poisar lento na linha do horizonte,
  • ter como testemunhas aquelas gaivotas no ar e as rochas ali em baixo,
  • também... tirar esta foto!

Notas:

1. Foto obtida junto da capela da Boa Nova, em Leça da Palmeira, ao cair da tarde de um dia no final de Agosto deste ano.

2. Monólogo de um fotógrafo de meia leca que, no dia anterior, chegou atrasado à sessão de fotografias com o 'pôr-do-sol'.

4 comentários:

inha disse...

A veia poética está ao rubro. Parabéns Nandokas.

nana disse...

não ficou mal, para amador!!Quanto ao poetar, neste país toda a gente tem uma veia camoniana!!
;)

albuquerque disse...

Leça é terra de poetas!pelos vistos além de dragão também temos artista!!

digoeu disse...

sorte tinha o principezinho de Exupéry que do planeta avistava muitos num só dia!!
;)