terça-feira, 11 de março de 2008

Jornais gratuitos


Nos últimos tempos, a quantidade de jornais gratuitos tem aumentado a olhos vistos.

No início, apareceu o Metro e depois veio o Destak. E cada um destes jornais anunciam tiragens diárias superiores a setecentos mil exemplares. Mais recentemente, temos o Global, o Sexta e o Meia-Hora. Podemos obtê-los todos nas estações do metro, junto da Loja do Cidadão ou noutros locais de grande circulação de pessoas. Até nos são entregues nas filas de trânsito, perto dos semáforos ou de rotundas concorridas de viaturas.

Eu sou adepto destes jornais. Por outro lado, também leio algumas edições on-line de jornais diários e semanários. E, por isso, raramente compro um jornal. Se a maior parte das pessoas fizer como eu, qual será o futuro dos jornais pagos?

6 comentários:

Deus disse...

Ao contrário do que possa pensar, os jornais pagos não se finam assim. Servem um propósito muito velho, o de veicular ideias. E nem que o prejuízo seja muito há-de haver um Belmiro que sustente um ou dois jornais que defendam os seus interesses.
Um abraço sincero deste novo catalão emprestado.

Sílvia disse...

Ola!! Fico contente por saber que a mae esta em recuperaçao, desde ja a continuaçao das melhoras.
Quanto aos jornais gratuitos, aqui tambem os ha. Ha jovens por toda a cidade de Londres, nos passeios a entregar a ediçao doi dia (logo apos as 15h30). O futuro? Ser-se bom, defendendo interesses, ou mais imparciais. Os jornais, como toda a comunicaçao social, como estes que nos sao oferecidos, sobrevivem com a publicidade.

nandokas disse...

Olá deus,
Então mudaste de 'céus'?...
Um abraço.

nandokas disse...

Olá sílvia,
Agradeço as tuas palavras em relação à minha mãe.
E, sendo evidente que a publicidade sustenta a comunicação social, no futuro vamos ter mais jornais gratuitos e menos pagos?
Beijinho.

Manga dalpaka disse...

Eu ando com o carro cheio desses jornais já todos amarelos.

nandokas disse...

Olá manga dalpaka,
Desde já, sejas bem vinda a este sítio.
E se tiveres no carro algum jornal que ainda não li, diz-me, tá? [desde que não tenhas resolvido o problema do sudoku, ok]
E 'worta' sempre!